SAI e VAI

Ora, o SENHOR disse a Abrão: SAI-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, (e VAI-te) para a terra que eu te mostrarei. Gênesis 12.1

Sair de Harã, como temos aprendido, significa sair de tudo aquilo que deforma a IMAGEM de Deus nos que são filhos de Abraão na fé, na sinceridade e na revolta.

Estes podem estar dentro de uma igreja cristã ou em qualquer outro segmento religioso, social, econômico, espiritual ou intelectual.

Harã pode ser o pecado, a miséria, a família dividida, a depressão, enfim, tudo o que não combina com a IMAGEM de Deus. Bom lembrar que formos criados para refletirmos a IMAGEM dEle (Gênesis 1.27).

Temos visto que muitos até saem de Harã, mas não VÃO para Canaã. Continuam por ali, ao redor de Harã. Passaram pela porta? Sim, de uma certa forma. Mas, não iniciaram a jornada de 900 quilômetros rumo a Canaã.

Nesta jornada, embora dura, cruel, debaixo de sol causticante e exposto a todo tipo de perigo, acontecem os maiores milagres que Deus quer realizar em nossas vidas: o encontro com Deus nos Altares que construímos ao longo do percurso, o novo nascimento por conta dos sacrifícios que oferecemos para preservação da nossa comunhão com Deus, e o batismo com o Espírito Santo que vem como o juramento de Deus ou o selo dEle em nossas vidas.

O problema de não obedecer ao “VAI”, é continuar pertinho de Harã, e assim, pelo menor problema, pressão ou situação adversa, voltarmos para lá. Tem sido assim com muitos, infelizmente!

Vamos para Canaã? São 900 quilômetros de experiências fantásticas com o Deus de Abraão.

Colaborou: Bispo Randal Brito

Fonte: Bispo Macedo