10 Passos2018-06-11T09:48:23+00:00

Imagine em um mar tempestuoso, onde o seu barco está afundando e não existe nada à volta em que você possa se agarrar. De repente, aparece alguém em um barco forte e lhe estende a mão. É claro que você irá segurá-la, mesmo sem conhecer o dono da mão estendida. Será sempre grato à pessoa que, na hora da aflição, quando a morte o estava rodeando, recuperou-o, salvando a sua vida.

Assim também faz o Senhor Jesus por nós.
Mesmo que alguém não O conheça bem,
Sua mão está estendida para livrá-lo da morte.

Aceitar o Senhor Jesus como único e eterno Salvador

Aceitar, no sentido bíblico, significa crer, confiar e seguir. Aceitar o Senhor Jesus significa abandonar a vida antiga, virar as costas ao erro, submeter-se ao Senhor Jesus através da Sua Palavra, negar-se a si mesmo, tomar a sua cruz e ir após Ele. Se assim for, a pessoa está pronta para tudo. Se tiver que enfrentar mil e uma barreiras, ela o fará; ainda que tenha de resistir ao mundo inteiro, isso não será difícil.

Muitos dizem que aceitam Jesus, mas trocam o Seu nome por outros e não depositam a sua fé totalmente nEle. Dizem que aceitam Jesus, entretanto afirmam que “todos os caminhos levam a Deus.”, isso é uma mentira pois o próprio Senhor Jesus disse:

Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
João 14:6

Aceite-O como Salvador, pois a Sua mão está estendida para livrá-lo de todo o mal e libertá-lo completamente.

Todas as bênçãos de Deus são prometidas àqueles que crerem e forem batizados – e isso deve acontecer imediatamente após a pessoa ter aceitado Jesus Cristo como o seu Salvador pessoal. O batismo nas águas é a mortificação dos feitos da carne, o sepultamento do velho “eu” e o surgimento de uma nova criatura, limpa e lavada para uma novidade de vida… Uma vida nova, digamos assim, deixando de lado manias, feitios, caprichos, etc.

Ser batizado nas águas 

Participar das reuniões de libertação

 

A participação nas reuniões de nossa igreja é algo muito importante para aquele que deseja sinceramente ter uma nova vida, afastada da presença dos espíritos malignos.

Em diversos momentos da bíblia vemos que o Senhor Jesus expulsou demónios do corpo de muitas pessoas, mas porquê? Porque ninguém pode estar na luz e nas trevas ao mesmo tempo – ou a luz dissipa as trevas, ou as trevas abafam a luz, então a única solução é expulsa-los.

Essa é uma das principais razões pelas quais aquele que deseja uma libertação completa não pode deixar de participar efetivamente das reuniões de libertação da igreja.

Deus destinou o homem para ser o templo do Espírito Santo, mas para que isso aconteça é necessário que se viva na prática constante da Palavra dEle caso contrário o homem fica a merce dos espíritos malignos que o querem controlar.

Também chamado de selo do Espírito Santo (Efésios 1.13), esse batismo não tem o objetivo santificar mais o cristão, mas capacitá-lo como verdadeiro instrumento do Espírito de Deus, na realização de Sua Obra, conforme a profecia:

Buscar o batismo no Espírito Santo

 

“O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor”
(Lucas 4.18,19; Isaías 61.1).

Evitar as más companhias

A nossa experiência nos leva a crer que um dos passos mais importantes para a libertação e a salvação é desligar-se totalmente das companhias que não professam a mesma fé. Já diz o velho ditado: “Dize-me com quem andas e te direi quem és.” De fato, temos razões suficientes para considerar esse passo como sendo de suma importância para a salvação de alguém.

Temos visto muitas pessoas começarem uma caminhada gloriosa na igreja e, pouco tempo depois, serem levadas por más companhias e a se desviarem da sua comunhão. Procure fazer amizade com pessoas que tenham a mesma fé e evite a todo custo conversas, discussões ou contatos que possam colocar a sua salvação em risco.

 

Andar em Santidade.

A palavra “santo” significa “separado”. Ninguém pode esperar ser liberto de Satanás e seus demônios enquanto estiver a fazer a vontade deles. Aquele que deseja servir a Deus precisa andar segundo a Sua vontade. Deus deseja santidade em nossas ações, intenções, em nossos ideais, anseios, planos e onde não houver esforço diário para O agradar também não haverá santidade.

Talvez você pense que tal passo seja difícil, embora importante para preservação de sua salvação. Orar sem cessar é estar sempre em espírito de oração, sempre em contato com Deus.

Nossas mãos podem estar amarradas, porém o nosso espírito pode estar ligado ao de Deus.

É claro que neste mandamento estão também incluídas as orações silenciosas a sós, as orações na igreja, as orações de joelhos, etc.

Enquanto estivermos em oração, vigiando sempre para não sermos enganados, Satanás não encontrará brecha para entrar em nossas vidas.

 

Orar sem cessar e vigiar

Ler a Bíblia diariamente

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos”
(Salmos 119.105)

Não pode haver perfeita comunhão com Deus sem o conhecimento da Sua santa vontade. Quando Jesus venceu o diabo, Ele o fez usando a Palavra de Deus. Ela é a espada do Espírito Santo. Quando pronunciada por um servo de Deus, e com fé no Senhor Jesus, ela produz efeitos extraordinários, O centurião pediu ao Senhor Jesus que enviasse apenas uma palavra e o seu servo seria curado (Lucas 7.2-10), basta usar a sua Fé no Senhor Jesus tendo como base na Palavra de Deus.

Dito de forma simples a Palavra de Deus é a Bíblia Sagrada

As reuniões da igreja são onde os membros se encontram para louvar ao Senhor e aprender a Sua Palavra, são verdadeiras águas de refrigério para o cristão sedento.
Precisamos alimentar a nossa fé com a Palavra da Verdade, que nos arma contra as ciladas de Satanás.

Frequentar as reuniões de membros

Ser fiel nos dízimos e nas ofertas

A Bíblia diz em Malaquias 3.10-11 que há um espírito devorador, causador de toda miséria, desgraça e caos na vida daqueles que roubam ao Senhor nos dízimos e nas ofertas.

Quando Deus criou o homem, Ele o fez perfeito e o colocou sobre a Sua criação, concedendo-lhe o direito e o privilégio de administrar todos os bens na Terra mas o homem não poderia tocar na Árvore que estava no centro do Jardim do Éden, Mas porquê? Essa Árvore era o dízimo de Deus de toda a criação, ouve a desobediência por parte do Adão e Eva e o resto da história já deve conhecer.

Com a organização do culto, porém, Deus exigiu a décima parte de todo o trabalho do homem. Dentre outros motivos, Ele fez isso para que O reconhecêssemos como Senhor de todas as coisas e o primeiro e nossas vidas, assim, nos considerássemos seus servos. Se formos fiéis a Deus, o Criador de todas as coisas, Ele certamente será fiel a nós e jamais deixará faltar o nosso sustento.

Dar dízimos e ofertas significa amar a Obra de Deus e estar preocupado em levá-la adiante:

“Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.”

Malaquias 3.10-11