O “Sopão” que aqueceu o corpo e a alma

Tratou-se do primeiro “Sopão” da UNP no Bairro do Armador, que mais do que uma refeição quente, também levou a todos os participantes uma mensagem que pretendia renovar o seu interior

Nada sabe melhor numa noite fria do que uma saborosa e quente sopa. Alimentando e aquecendo o corpo, a mesma acaba também por trazer o conforto tão desejado naquele preciso momento. Não só pela necessidade, mas também pelo motivo apresentado anteriormente, várias foram as pessoas que aproveitaram e participaram da iniciativa.

Porém, não foi apenas uma tigela de sopa que quem se dirigiu à banca da UNP recebeu e sim também a orientação para que viessem a vencer todos os seus problemas e a superar todas as suas dificuldades.

A par das iniciativas deste género, a UNP também tem dado apoio não só aos reclusos, como também às suas famílias, nos seus lares. Agora, a UNP também pretende chegar a diversos bairros portugueses, com a realização de movimentos como o “Sopão”, para mostrar às pessoas que existe uma saída para a “prisão” na qual têm vivido, ainda que a mesma não seja física.

Se você deseja fazer parte do trabalho de voluntariado da UNP, dirija-se à Igreja Universal do Reino de Deus mais próxima, onde receberá as informações necessárias para que se junte a nós nesta missão solidária.