Ele desprezou o Deus de Abraão

“Deus te dê do orvalho do céu, e da exuberância da terra, e fartura de trigo e de mosto. Sirvam-te povos, e nações te reverenciem; sê senhor de teus irmãos, e os filhos de tua mãe se encurvem a ti; maldito seja o que te amaldiçoar, e abençoado o que te abençoar.” Gênesis 27.28,29

Jacó não precisava enganar seu pai para ter a bênção de Esaú. O que recebeu com a mentira não era o que Deus queria para ele.

Muitos mentem, se disfarçam para obter algo tão pequeno, e com o fruto do engano terminam sozinhos.

O que Deus tinha para Jacó estava guardado, nem o choro de Esaú poderia impedir.

“Disse Esaú a seu pai: Acaso, tens UMA ÚNICA BÊNÇÃO, meu pai? Abençoa-me, também a mim, meu pai. E, levantando Esaú a voz, chorou. Então, lhe respondeu Isaque, seu pai: Longe dos lugares férteis da terra será a tua habitação, e sem orvalho que cai do alto. Viverás da tua espada e servirás a teu irmão; quando, porém, te libertares, sacudirás o seu jugo da tua cerviz.” Gênesis 27.38-40

Será que Isaque não tinha mais nada para dar?
Tinha! E muito!
Mas não para Esaú, ele desprezou o Deus de Abraão.
Então, como receberia a bênção de Abraão?

Jacó, mesmo cheio de erros, sempre reconheceu a grandeza do Deus de Abraão.
E quando teve a oportunidade de fazer o que era certo e corrigir seu erro, obedeceu ao seu pai Isaque sem questionar.

“Isaque chamou a Jacó e, DANDO-LHE A SUA BÊNÇÃO, lhe ordenou, dizendo: Não tomarás esposa dentre as filhas de Canaã. Levanta-te, vai a Padã-Arã, à casa de Betuel, pai de tua mãe, e toma lá por esposa uma das filhas de Labão, irmão de tua mãe. Deus Todo-Poderoso te abençoe, e te faça fecundo, e te multiplique para que venhas a ser uma multidão de povos; e te dê a BÊNÇÃO de ABRAÃO, a ti e à tua descendência contigo, para que possuas a terra de tuas peregrinações, concedida por Deus a Abraão. Assim, despediu Isaque a Jacó, que se foi a Padã-Arã…” Gênesis 28.1-5

Essa sempre foi a vontade de DEUS para Jacó.

“Vindo Jacó de Padã-Arã, outra vez lhe apareceu Deus e o abençoou. Disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó. Já não te chamarás Jacó, porém Israel será o teu nome. E lhe chamou Israel. Disse-lhe mais: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; sê fecundo e multiplica-te; uma nação e multidão de nações sairão de ti, e reis procederão de ti. A terra que dei a Abraão e a Isaque dar-te-ei a ti e, depois de ti, à tua descendência.” Gênesis 35.9-12

O que DEUS tinha reservado para Jacó era a mesma BÊNÇÃO de Abraão e Isaque.
O que Esaú jamais poderia possuir por haver desprezado o Deus de Abraão.

Como está escrito:

“Amei Jacó, porém me aborreci de Esaú.” Romanos 9.13

Colaborou: Bispo Renato Valente

Colaborou: Bispo Guaracy Santos
Fonte:
Bispo Macedo