É certo “cobrar” algo de Deus?

Gideão cobrou. Mas, Deus também exigiu algo dele. Entenda

A Bíblia relata no livro de Juízes que quando o anjo apareceu para Gideão, ele não se conteve em questionar o porquê de tudo aquilo que estava acontecendo ao povo de Israel. Ele estava indignado e revoltado com as humilhações impostas pelos midianitas.

Então, sem pensar duas vezes, ele disse:

Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Porém agora o Senhor nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas. Juízes 6:13

O que Gideão cobrou de Deus? “Gideão cobrou de Deus o cumprimento da Sua Palavra” responde o Bispo Renato Cardoso. Ele explica que Deus procura pessoas inteligentes como Gideão, “pessoas que pensam e não pessoas que sentem”, observa.

Ele lamenta o fato de algumas pessoas irem à igreja para pedir oração, quando o mais inteligente seria falar diretamente com Deus.

“Não é questão de não querer orar por você, é o que a gente faz. Mas a pessoa que pede oração, normalmente, não está usando a inteligência dela, porque se tivesse, iria falar direto com Deus e não com o pastor”, ressalta.

Foi, exatamente, por ver em Gideão essa fé inteligente, que raciocina, que Deus foi até ele. Pois, embora ele fosse um homem complexado e cheio de defeitos, estava disposto a obedecer.

Portanto, é correto, sim, cobrar de Deus o cumprimento das Suas promessas. Mas, para isso, esteja, também, preparado para atender às exigências dEle. Pois, se por um lado, Gideão reivindicou  as mesmas maravilhas do passado, Deus também exigiu duas coisas a Gideão.

Para saber quais foram essas exigências, assista ao vídeo abaixo:

Fonte: Universal.org