Deserto: A escola superior de Deus

Há um propósito para as suas lutas. Entenda

Os desertos fazem parte da vida cristã, pois é por meio deles que amadurecemos na fé e estreitamos o nosso relacionamento com Deus.

Por essa razão, Deus permite que Seus filhos passem por desertos. Contudo, Ele nos faz companhia, e ainda providencia o nosso sustento durante a nossa permanência neles, como fez com o povo de Israel.

De acordo com a colunista e apresentadora Núbia Siqueira, do Programa Entre Nós, Deus jamais deixa os Seus filhos padecerem no deserto, mas sempre dá o livramento, o socorro.

Talvez, neste momento, você esteja passando por um e se sente perdido(a) e desorientado(a). Quem sabe esteja num leito de hospital, enfrentando dores terríveis, ou passando por um problema financeiro, no qual não consegue enxergar a saída. Enfim, seja qual for a sua dor: saiba que Deus está aí com você!

Deus tem um propósito para a sua dor

Vale lembrar que o povo de Israel foi conduzido para o deserto pelo próprio Deus.

“Deus é o guia de Israel e você espera que um guia leve seus liderados – aqueles que estão submetidos ao seu comando – por caminhos seguros, por um caminho de facilidades. Mas, Deus escolheu o caminho mais difícil. E nesse deserto, Deus permitiu que o povo fosse humilhado, que tivesse falta de água,  fome…”, destaca a apresentadora.

“E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem. ” Deuteronômio 8:3

“O mesmo Deus que permite humilhação é o Deus que exalta. E há um propósito para a humilhação. O mesmo Deus que deixa ter fome, envia o maná. Mas, para que venha o maná, a água, é preciso que a gente tenha fome, não de comida, de água, propriamente, mas sede e fome de Deus!”, afirma.

É preciso ter sede e fome de Deus

Mas, se Deus jamais deixa Seus filhos padecerem no deserto, por que a maior parte daquele povo que saiu do Egito pereceu? De acordo com a colunista, é porque eles tinham fome e sede [não de Deus], mas do Egito. Eles tinham saudade da vida que levavam no Egito.

Núbia diz ainda que Deus nos leva para o deserto com um propósito, mas não é para o nosso mal. Como diz o salmista Davi: “Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos.” Salmos 119:71

“Deus tem uma escola superior que se chama deserto, Ele tem um método pedagógico de nos fazer aprender os Seus mandamentos, e é pela escola da aflição, da dor, dos desertos…”, destaca.

Portanto, não se preocupe, se Deus permitiu que você fosse para esse deserto é porque Ele vai te socorrer e, um dia, você também vai poder falar: “Foi-me bom ter sido afligido”. Pois, no deserto, você se conhece; enxerga o que antes não conseguia enxergar e conhece sua real condição espiritual.

Deus desce onde você está

“Deus é tão maravilhoso, que desce no nosso deserto. Ele é humilde, vai onde nós estamos. Se você mora numa comunidade, se está numa prisão, num quarto solitário, no meio de uma família problemática ou faz parte do grupo dos excluídos, aquelas pessoas que não têm nenhuma oportunidade, não importa: Deus desce onde você está!”, garante Núbia.

No deserto, Deus fornece tudo aquilo que precisamos fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. Assim como Ele enviou o maná para que o povo de Israel pudesse sobreviver no deserto, também irá te socorrer e suprir todas as suas necessidades.

Por isso: “se Ele te levou para o deserto, não perca a sua fé, não murmure! Você verá que tem um propósito para tudo isso. Ele vai Se manifestar e você contará isso, depois, como experiência de fé e ajudará muitas pessoas. Confie nEle!”, aconselha.

Clique e assista a mensagem na íntegra.

Fonte: Universal.org