Cruz, de aproximadamente 1,2 mil anos, é encontrada no Paquistão

Objeto arqueológico mostra que a evangelização primitiva alcançou a região

Uma cruz de mármore, com mais de 1,2 mil anos, foi encontrada na região da cordilheira Caracórum, no Himalaia. A localidade faz fronteira entre Paquistão, China e Índia.

O objeto sagrado, que ficou conhecido como “Cruz do Kavardo”, foi encontrado na antiga “Rota da Seda”, um trajeto que era percorrido por comerciantes entre Europa, Oriente Médio e China. Segundo o portal Christian Today, a descoberta foi divulgada por pesquisadores da Universidade de Baltistão. A cruz mede cerca de 2m de altura.

Divulgação da Palavra

O que torna este artefato interessante é que ele revela a chegada do cristianismo na região, após o período da Igreja Primitiva, retratada no livro bíblico de Atos, escrito por Lucas.

A exemplo do apóstolo Paulo, e de seus cooperadores, os seguidores do Senhor Jesus Cristo, naquele tempo, saíram de Jerusalém e se espalharam por várias localidades levando a mensagem de fé, para que todos aqueles que crescem fossem salvos da morte eterna. Desse modo, possivelmente, algum cristão daquele período plantou uma igreja na região.

A organização Barnabas Fund divulgou em seu site que um líder cristão local observou que é encorajador para os cristãos da região saberem que a fé já estava ali desde aquela época. Pois, eles se sentem desconfortáveis por serem minoria entre os muçulmanos.

Fonte: Universal.org