Aos injustiçados

Fonte de Imagem: Universal.org

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

“Não fará Deus justiça aos Seus escolhidos, que a Ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lucas 18.7,8)

O Senhor Jesus contou a história da viúva que foi atendida por um juiz iníquo. Um juiz que não temia a Deus atendeu ao clamor de uma viúva, apenas para se livrar da importunação. Se esse homem iníquo fez justiça à viúva que clamava, como Deus, que é justo juiz, deixaria de atender seus filhos?

Ele depressa lhes fará justiça. Ainda que a defesa pareça demorada, não tenha medo de insistir, como a viúva fez. Lucas afirma que essa era uma parábola sobre “o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lucas 18.1). Para nunca esmorecer, é necessário se manter firme na fé. Firme na fé, mesmo diante das dificuldades. Firme na fé, mesmo diante da aparente demora. Firme na fé, contra as dúvidas e ansiedades.

Seu dever hoje e sempre é orar e nunca esmorecer. Insista, como a viúva que dizia: “julga a minha causa contra o meu adversário”. Se ela, que tratava com um juiz mau não desistiu, como você, que trata com o Justo Juiz, seu Pai e Amigo, desistirá? Jamais!

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org