Vida amorosa: fiz besteira, e agora?

O programa The Love School do último sábado (11) mostrou como é possível consertar os erros e recomeçar

Na vida amorosa, como em qualquer outra área da vida, uma atitude errada pode colocar tudo a perder. E muitos só se dão conta de que cometeram uma besteira quando, aparentemente, é tarde demais. Mas será que é possível reparar o erro e recomeçar? Este foi o tema do programa “The Love School – Escola do Amor” do último sábado (11), apresentado pelo casal Carlos e Cintia Cucato.

De um modo geral, quando “cai a ficha” nas pessoas que fizeram besteiras na vida amorosa, Cintia ressalta que é comum elas se perguntarem por que fizeram aquilo com quem amavam. Mas, o que não se dão conta é que suas más atitudes a conduziram àquela situação.

A apresentadora pontuou erros recorrentes na vida amorosa: se entregar rápido e fácil para alguém; tolerar erros de caráter; ir morar junto pulando, assim, as etapas; ser grosseiro(a) com o cônjuge; ciúmes. E no fim ainda afirmam que não teriam se casado. No entanto, o problema não é o casamento e, sim, a maneira como conduziram a relação, cometendo erros atrás de erros.

Consequências são inevitáveis

Carlos Cucato enfatiza que a falta de cautela tem levado muitos a sofrer na vida amorosa. Ele usou como exemplo a postura adotada quando alguém recebe uma herança. O que se espera é que esta pessoa não sairá por aí gastando aquele dinheiro de maneira indevida. Mas, vai poupá-lo ou investi-lo em um negócio. E quando ela abre um negócio, antes, faz uma pesquisa para não colocar aquele dinheiro numa “furada”.

Porém, quando o assunto é vida amorosa, ela pega a vida dela e coloca nas mãos de outra pessoa alegando ser “por amor”. Mas, na verdade, é simplesmente por uma emoção, um sentimento; e esquece que o sentimento passa e a consequência fica.

“As besteiras que eu fizer motivado pelo calor do momento, por uma emoção, vão trazer consequências, e são elas que ficam. A emoção vai embora. É nessa hora que muitos questionam ‘onde eu estava com a cabeça’. Exatamente: não estavam com a cabela ali, estavam com o coração”, alertou o apresentador.

Outra grande “besteira” que ele pontua é achar que todo relacionamento já vem pronto, e se negam a fazer os sacrifícios certos pela relação.

Então, como parar de fazer besteira?

Os apresentadores destacam quatro atitudes indispensáveis para aqueles que reconhecem que erraram:

– Resgatar a confiança do parceiro;

– Parar de se culpar (não se pode mudar o passado);

– Fazer o certo (com novas atitudes, ainda que o passado não possa ser mudado, mas, com certeza, o presente e o futuro poderão ser diferentes);

– Recomeçar.

Assista no vídeo abaixo ao programa na íntegra:

Terapia do Amor

Participe da Terapia do Amor no Templo Maior em Lisboa, às 10h, 15h ou 20h. Na Rua Dr. José Espírito Santo, 36.

Fonte: Universal.org