UNP define projetos para 2020 no seu primeiro encontro do ano

Terminar o ano bem, mas começar ainda melhor é o desejo de todo o ser humano… porém, para os Voluntários da UNP é mais do que um desejo, é o seu lema de vida!

De facto, para a Universal Nas Prisões não há tempo a perder, é por isso que a primeira reunião do grupo de 2020 foi realizada logo no primeiro domingo do mês de janeiro do novo ano.

Mas, que projetos estariam na ordem do dia para este grupo tão dinâmico e dedicado à sua atividade solidária? Como já é habitual, para 2020, a tendência será para duplicar o número de voluntários da UNP para que, por sua vez, estes também venham a duplicar o número de famílias visitadas e de pessoas abordadas nas portas dos estabelecimentos prisionais.

Como refere a Palavra de Deus, Pedro, na sua primeira pregação converteu 3 mil pessoas (Atos 2.41), por isso, à semelhança do apóstolo, o objetivo da UNP é de passar dos 608 reclusos apoiados com os quais fechou o ano de 2019, para, no mínimo, 3 mil no final de 2020 a frequentar as reuniões.

Na ordem de trabalhos do encontro também estava a criação de subgrupos dentro do grupo de voluntários, nomeadamente, para: separação dos kits de higiene; separação de roupas doadas para reclusos e reclusas e também organização das sacolas básicas de apoio às famílias dos reclusos.

Durante o encontro, foi também projetado o vídeo de balanço e encerramento de 2019. Em suma, tratou-se de uma manhã muito proveitosa, na qual o Espírito Santo concedeu a Sua orientação para que este trabalho avance e o nome de Deus seja glorificado, tanto através da UNP, como da vida de todos os seus voluntários.