UNP com novos projetos de apoio aos reclusos

Realizado bimestralmente, o encontro especial reuniu todos os voluntários da Universal nas Prisões de Lisboa e da Grande Lisboa

Foram cerca de 130 os voluntários que marcaram presença na mais recente reunião da UNP de Lisboa. O objetivo? Tratar de vários assuntos concernentes à entrada de obreiros e obreiras no interior dos vários estabelecimentos prisionais para a realização deste trabalho em Portugal. Desta feita, os voluntários são pessoas que se disponibilizam para dar apoio aos reclusos e às reclusas que existem no país.

A relevância deste trabalho não é apenas para que os reclusos assistam aos cultos realizados, a sua necessidade também se prende à força e ao ânimo necessários para que superem os momentos difíceis com que se deparam no seu dia a dia.
Com o projeto “Apoio aos Reclusos”, a UNP pretende colocar vários obreiros e obreiras no interior das prisões, desempenhando o papel de amigos que acompanharão os reclusos para lhes dar a força de que necessitam.

Durante a reunião, o Pastor Francisco Silva falou também sobre a importância de sermos vasos de misericórdia, levando todos a reconhecerem que é Deus quem faz o trabalho através do ser humano. “Aqueles que reconhecem glorificam a Deus, já os que não, estão reservados para a perdição, como muitos que estiveram no nosso meio e se consideravam com orgulho, não reconhecendo a misericórdia de Deus em tudo o que faziam”, referiu o orador.

Foi uma manhã de domingo muito especial, onde o grupo de voluntários também esteve a buscar o Espírito Santo, juntamente com o Bispo Domingos Siqueira, que ministrou a reunião das 9h30, durante a qual o Espírito Santo foi derramado sobre todos.

Foram também apresentados vários novos projetos com os quais a UNP estará a avançar no mês de outubro e que entrarão nas prisões, como o Projeto Mães em Oração, que dará apoio nas prisões femininas, nomeadamente na Casa das Mães, onde se encontram mais de 24 crianças em reclusão juntamente com as suas mães. Brevemente, também avançará o Projeto Raabe nas Prisões, que dará apoio a mulheres que se encontram reclusas por terem cometido crimes contra os seus próprios maridos. Muitas que também sofriam de violência doméstica também farão parte deste projeto.

A UNP tem avançado em toda a nação e várias são as prisões que têm sido beneficiadas por este apoio, já que vários reclusos têm mudado os seus comportamentos, os seus hábitos, as suas maneiras violentas e rebeldes de ser, para se tornarem novos homens e mulheres. Sabemos que estes seres humanos, quando saírem em liberdade, fá-lo-ão para se tornarem novas criaturas.

Se deseja fazer parte deste trabalho de voluntariado, junte-se a nós, procurando o pastor da Universal mais próxima e faça parte desta verdadeira família que é a UNP.