“Sou amante de um homem. O que faço?”

Muitas mulheres se sujeitam a ser a “outra” com a esperança de se tornarem a esposa. Mas, na verdade, se entregam a esse sentimento porque nunca conheceram o amor de verdade. É o caso de Ana Paula, aconselhada no A Escola do Amor Responde desta semana. Ela pede ajuda aos professores Renato e Cristiane Cardoso quanto ao que deve fazer por estar nessa situação. Veja as orientações dadas pelo casal.

Ana Paula – Tenho uma dúvida: estou em um relacionamento meio complicado. Estou namorando, ou melhor, estou “ficando” com uma pessoa casada. O que devo fazer?

Renato – É sério que você está perguntando isso para nós, Ana Paula? O que você deveria fazer, na verdade, é criar vergonha na cara. É isso o que você deveria fazer. Primeiro, ao mandar essa pergunta, você mostra que não tem nenhuma vergonha nem noção do que está perguntando. Segundo, por estar namorando – você mesma se corrigiu e vou fazer o mesmo aqui – , ou melhor, por estar “ficando” com um homem casado.

Cristiane – O que acontece com mulheres como você, Ana Paula, para se sujeitarem a esse tipo de relacionamento é não ter critérios na escolha do parceiro. Você não tem critérios, porque nunca conheceu um amor de verdade. Então, quando sente uma atração, quando se sente bem com alguém, não quer pensar no que está fazendo, no que está acontecendo ou se aquele relacionamento é certo ou não. Você só pensa em tirar proveito do que está sentindo, da sensação de bem-estar. Você pensa apenas que gosta de ficar com ele, mesmo que ele seja casado, tenha uma família e talvez até filhos. Não pensa em mais nada. Você prefere se sentir bem enquanto der. Na verdade, você nunca soube o que é o amor, nunca conheceu o amor, então tira proveito do que tem, se satisfazendo com momentos, migalhas do pouco tempo que ele fica com você, bem temporários, e que para você são bons.

Eu creio que, por ter nos mandado essa pergunta, você sabe que não está fazendo algo correto. Contudo me parece que você é aquele tipo de mulher que não está legal, mas acha que se ficar sem ele vai ficar pior. Dessa forma, acaba pensando que “com ele é melhor do que sem ele”. O que você precisa, Ana Paula, é conhecer o amor. Se uma pessoa não conhece o amor de verdade, como vai ter critérios?

Renato – É possível que você, do mesmo jeito que muitas pessoas, esteja nessa relação por achar que ele não é feliz com a esposa, que ele está com ela só porque têm filhos, que ele já disse que vai se separar dela, pois já estão vivendo separados, etc. Entretanto, o que você sabe de fato? Muitos homens contam essa história para suas amantes com o intuito de manter o relacionamento extraconjugal.

Talvez você tenha esperança de que ele vá realmente cumprir esse seu desejo, que ele deixe a família e se una a você. Mas saiba de uma coisa, Ana Paula: a amante nunca vai ser esposa, nunca. E, se conseguir – se por acaso, com a mínima chance que existe de um homem deixar a família para se casar com a amante –, você não vai ter um marido, mas um homem infiel, que traiu a esposa e casou com você e em quem você nunca vai conseguir confiar totalmente. Sendo assim, você não vai ter paz, além de pensar que destruiu uma família.

Enquanto você vive nesse mundo de ilusão, de achar que vai cumprir o seu desejo de se casar com ele, está perdendo o seu tempo e colhendo para si frutos dessa semente injusta que está plantando. Você está plantando injustiça, está sendo injusta com essa família. Se ele tiver filhos, está sendo injusta com eles, além de estar sendo injusta também consigo mesma.

O melhor para você é despertar e criar juízo, buscar ajuda, porque dentro de você há uma pessoa doente, carente, com grande falha de caráter, que dificilmente será feliz no amor enquanto não mudar e não passar por uma experiência de renascimento.

Essa Ana Paula que nos mandou a pergunta tem de morrer e renascer uma nova Ana Paula em você. Precisa acontecer uma transformação em seu interior para que você seja feliz na sua vida amorosa.

Cristiane – O fato de você ter entrado em um relacionamento assim já mostra que você tem outros problemas. É muito triste, porque eu não acho que você faça isso por maldade. Vejo que você não conhece o que é ter um relacionamento feliz e se adapta a esses tipos de relacionamentos que são verdadeiras furadas. Fica com um homem casado, em um relacionamento que não tem nem nome, como amante. Agora, não basta largar esse relacionamento e pronto. Você precisa de ajuda para não errar na próxima relação.

Renato – Ana Paula, você precisa do que nós chamamos de reconstrução do eu. Venha fazer isso, na quinta-feira, na Terapia do Amor. Caso contrário, você vai enfrentar um futuro de muita solidão e muitos desastres amorosos, do mesmo modo que você já está vivendo hoje. Nas palestras que fazemos em todo o Brasil você vai conseguir isso.

A Escola do Amor Responde

Diariamente, Renato e Cristiane Cardoso esclarecem dúvidas sobre a vida amorosa. Se você deseja ouvir os podcasts com os programas apresentados por eles, acesse aqui.

Fonte: Universal

Artigos Relacionados

Ler Mais Artigos

Terapia do Amor

The Love School

Casamento Blindado

Namoro Blindado

2018-07-09T10:22:59+00:00
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Aceitar