Se você quer o perdão de Deus, leia isto

Fonte de Imagem: Universal.org

O perdão é divino e está disponível a quem quiser buscá-lo. Entenda

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. (Mateus 6. 14 e 15)

Talvez você não tenha percebido, mas para se ter o perdão é preciso que primeiro você perdoe aquele que te ofendeu, que te maltratou ou que fez algo contra você.

O perdão é uma escolha voluntária. Você pode optar por concedê-lo ou não, porém, é preciso lembrar que perdoar e ser perdoado envolve a mesma dinâmica. Se você espera ser perdoado por seus erros, então, lembre-se que você é obrigado a fazer o mesmo, pois se não houver a capacidade em perdoar, então, não espere que os outros perdoem você também.

“O perdão que nós precisamos de Deus está diretamente ligado ao perdão que precisamos conceder aos que nos ofendem. Não existe um sem o outro”, comentou o Bispo Renato Cardoso, durante o programa “Inteligência e Fé”, transmitido no dia 18 de fevereiro último, pela Rede Aleluia de rádio.

O extremo do perdão

O Bispo também explicou que quando uma pessoa está influenciada pelas forças malignas, ela não consegue perdoar. E pior: pode chegar ao extremo da maldade. O mesmo acontece com uma pessoa influenciada por Deus, só que nesse caso é completamente o oposto, ou seja, ela pode chegar ao extremo do perdão.

“Praticamente, todo mundo entende que o perdão é necessário, mas nem todos conseguem perdoar. Sei que é muito difícil, pois, diariamente encontramos casos terríveis de pessoas que foram extremamente machucadas e injustiçadas por aquelas que deveriam tê-las tratado bem, amado, mas essas foram seus piores algozes. O ser humano pode ser muito mau e, influenciado por ele, pode multiplicar essa maldade”, comentou o Bispo Renato.

Ainda durante o programa, ele citou o caso de uma senhora africana que perdoou o assassino do filho e passou a visitá-lo na cadeia e a cuidar dele com amor de mãe.

“Eu não me esqueço do caso de uma mãe na África do Sul, cujo filho foi morto em um assalto. Um rapaz veio para roubá-lo e ele reagiu, então, levou um tiro e morreu. Ele era o único filho dela. O seu assassino foi preso. Essa senhora guardou muita mágoa daquele rapaz. Quando ela veio para a igreja e conheceu o poder do perdão, entendeu que precisava perdoá-lo. Então, ela foi até a prisão e disse ao rapaz: ‘Eu te perdoo por você ter matado meu filho’. E ali ela descobriu que ele não recebia visita de ninguém, que tinha sido esquecido pela própria família. Ela adotou o assassino do filho como próprio filho”, afirmou.

Domingo do Perdão

Perdoar não é tarefa fácil. Isso porque, a maioria das pessoas ainda se deixa guiar por seu coração, colocando os sentimentos em posição superior ao raciocínio.

Por isso, a decisão deve partir da razão. Para ensinar a fazer isso, a Universal realizará no próximo dia 24 de fevereiro o “Domingo do Perdão”.

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org