Quando o interior sofre

A depressão afeta 350 milhões de pessoas em todo o mundo, não escolhendo idades ou estratos sociais, terminando, muitas vezes, no pior cenário possível, o suicídio

Atualmente, a depressão é a principal causa de mortes por suicídio no mundo, representando cerca de 800 mil casos por ano. Quem sofre com esta doença não se sente apenas desanimado, mas perde o interesse por tudo, perdendo também a autoestima, o apetite, a concentração e a vontade de viver.

Apesar de ser uma doença perigosa, que pode até mesmo causar a morte, a depressão tem cura. No seu blogue, o bispo Edir Macedo, explica que a depressão nada mais é do que um estado permanente de dúvida. “Sou leigo em medicina convencional, mas entendo um pouco da espiritual.
Depressão é um problema estritamente espiritual. Que droga medicinal é capaz de curar uma enfermidade espiritual? Quantas pessoas se suicidam, após crises depressivas? E o que as filosofias freudianas têm feito para reverter tal quadro? Nada. Porquê? Porque, se o problema é de origem espiritual, a sua solução também é espiritual. Tratando-se de problema espiritual não há como evitar apelar para a fé”, explicou.

.

E foi exatamente o que Lúcia Brás fez, pois compreendeu que é possível vencer a depressão e superará-la pelo poder da fé. (Clique aqui e conheça a história de Lúcia)

Fonte: mood.sapo.pt e universal.org

2018-09-19T12:17:26+00:00