QUANDO O CORPO FICA ENFERMO…

SERÁ QUE ALGUÉM ESTÁ LIVRE?

Existe uma variedade de doenças que acometem o ser humano. Algumas são mais brandas, mas outras podem levar à morte…

 

Bacterianas, genéticas, psicológicas, mas, basicamente, transmissíveis e não transmissíveis… Hoje em dia, é com alguma normalidade que o ser humano encara a doença, não fosse ela a principal causa de mortalidade no mundo. Inclusivamente, a morte devido a doença é chamada de morte por ‘causas naturais’. As doenças mais mortais em humanos são a doença arterial coronária (obstrução do fluxo sanguíneo), seguida do AVC e infeções respiratórias agudas. Em países desenvolvidos, as doenças que afetam mais a população em geral são as condições neuropsiquiátricas, tais como depressão e ansiedade.

QUALIDADE DE VIDA

Depois de Adão e Eva terem desobedecido a Deus e perdido o privilégio de viverem na Sua presença, não existe época na história da humanidade em que as pessoas estejam a viver mais, porém, com mais incapacidade. Em grande medida, as doenças e condições de saúde que causam mais mortes são as responsáveis pelo maior número de anos de vida saudáveis perdidos. Doença cardíaca, diabetes, AVC, cancro do pulmão e doença pulmonar obstrutiva crónica foram coletivamente responsáveis por quase 100 milhões de anos de vida saudáveis adicionais perdidos em 2019 em comparação com 2000.

DOENÇA VS SAÚDE

Mas, se por um lado, sabemos que parte de termos saúde depende das boas práticas diárias, como alimentação saudável e equilibrada e exercício físico, por outro, nem tudo está nas nossas mãos. Questionado

sobre o motivo de um homem ter nascido cego, Jesus respondeu:

“… isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele.” (João 9.3). Isto responde à questão de porquê a doença ou problemas de saúde afetarem inclusivamente as crianças. A fé é a ferramenta essencial para quem deseja vencer qualquer adversidade neste mundo. Aprender e interiorizar esta verdade é determinante para se ter uma vida de qualidade, livre de doenças.