Porque não somos perfeitos?

“Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em Minha presença e sê perfeito”(Génesis 17.1)

Então, é possível ser perfeito! Basta andar na presença de Deus. Mas, como fazer isso todos os dias e a todas as horas? Aí é que está, é quase impossível! Não porque Deus dificulte isso, mas porque nós temos inclinações que nos levam a sair da presença d’Ele.

É muito comum, depois de um dia repleto de trabalho, até mesmo dentro da Obra de Deus, que o servo de Deus queira “descansar” e não há nada de errado com isso, a não ser pela forma que normalmente descansamos, que não é a mais apropriada.

Vemos isso quando estamos no Jejum de Daniel e nos afastamos das informações e de todo o tipo de entretenimento do mundo.

Como é que geralmente descansamos? Procurando um filme cristão para assistir.

Quer dizer, queremos descansar de forma terceirizada, como se alguém nos pudesse proporcionar o descanso mental de que tanto precisamos. Só que não.

Durante o tempo daquele filme cristão, não estávamos a descansar, mas a entreter-nos.

O entretenimento tem sido a maior fonte de distração dos últimos tempos e, por nem sempre aparentar algum mal, aceitamos como uma forma de relaxar. O que nem sempre concluímos é ao que ele nos leva, que é a sair da presença de Deus.

Isso é bem nítido quando acontece entre as pessoas, como, por exemplo, quando você está com alguém que está o tempo todo ao telemóvel.

Ela pode estar ali ao seu lado, mas você sabe que ela não está consigo. É a mesma coisa que acontece com Deus.

Ele está aí, mas será que você está na presença d’Ele? Estar na presença de Deus não é estar de joelhos o dia inteiro a orar, mas estar em espírito de oração.

É claro que temos muitos afazeres no dia, mas isso não significa que não possamos estar em espírito.

O problema é que, no fundo, achamos que já sabemos tudo. É por isso que nem sempre incluímos Deus no nosso dia a dia e é por isso também que não somos perfeitos.