Por que muitos NUNCA terão sucesso

No seu local de trabalho, você é a solução ou o problema?

Muitos pensam que seu trabalho é trazer todo problema à atenção do chefe para que ele ou ela lhe diga como resolvê-lo. Entenda: ser um identificador de problemas, em vez de um criador de soluções, não foi a razão porque você foi contratado. Provavelmente, o problema já estava lá e era conhecido antes de você chegar.

Quando você vê um problema, deve sempre levá-lo ao seu chefe?

Sim, mas somente se:

1. Você tem certeza de que seu chefe ainda não o sabe.

2. Você tem uma solução em mente e está pronto para sugeri-la.

3. Você está preparado para implementar sua solução, se solicitado.

Você se faz inútil (e irritante) quando aponta problemas sem oferecer uma solução.

Você se faz indispensável quando está disposto a resolver os problemas que encontra.

Se você tem autoridade suficiente para implementar sua solução sem precisar de aprovação, então vá em frente. Não chateie o chefe.

Se você não tem autoridade suficiente, então comunique o problema junto com a solução proposta, da forma mais objetiva possível. Quanto menos tempo e atenção você tomar do seu chefe quando precisar dele, mais ele irá pensar em você. Dentro de um ano ou dois, seu chefe começará a lhe apresentar problemas que você nem conhece, além de pedir que os resolva.

Quando esse dia chegar, praticamente ninguém conseguirá impedir sua ascensão e destaque na empresa.

Isso traz outro ponto importante:

A chave para o fracasso é se manter achando que as coisas “deveriam ser” de outro jeito. A chave para o sucesso é saber lidar com as coisas como elas realmente são.

Aprenda a lidar com as coisas como elas são. Pare de esperar que as coisas sejam como deveriam ser. A menos, claro, que você esteja disposto a dedicar sua vida a ser um reformador. É uma atitude nobre, mas difícil de monetizar.

Se você adotar essa atitude, não demorará muito para que a empresa lhe veja como solucionador de problemas. Reconhecimento e riqueza alcançam solucionadores de problemas.

Você está disposto a se tornar essa pessoa?

———

Adaptado de R. H. Williams