Para vencer os dias maus da vida

Muitas vezes, durante nossa caminhada cristã, somos surpreendidos por lutas, desapontamentos e injustiças. Porque, diferentemente do que algumas pessoas pensam, o mundo não é uma colônia de férias, ou seja, um lugar de prazer e descanso. Ilustro essa afirmação com a declaração enfática do Senhor Jesus ao nos preparar dizendo:

“(…) no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo” (João 16.33).

Essa afirmação é categórica para todos, não deixando a menor possibilidade de viver aqui calmamente e sem desafios.

Um dos motivos pelo qual Deus permite enfrentarmos essas aflições diz respeito às preciosas lições que Ele deseja que aprendamos nesses momentos. Ensinamentos que, na calmaria, jamais seriam assimilados. Então, podemos dizer que o nosso Senhor nos ama tanto que não poderia nos poupar das dores que promovem crescimento e virtudes para a nossa alma.

Veja, certa vez, os discípulos obedeceram ao Senhor Jesus e entraram no barco para atravessar o Mar da Galileia. Desse modo, podemos pensar que, acompanhados do Mestre e estando ao Seu serviço, não enfrentariam dificuldades. Engano o nosso, pois o Salvador não os poupou de enfrentar uma terrível tempestade.

Enquanto um forte vento arremessava o barquinho deles de um lado para outro, as ondas eram tão altas que começaram a enchê-lo de água. Desesperados, aqueles homens pensaram que iam morrer.

Mas, que contraste encontramos nessa passagem (Marcos 4.35-41)! Pois, enquanto os discípulos estavam tomados de medo, Jesus dormia tranquilamente. Sua confiança absoluta no Pai O fazia descansar diante daquela adversidade.

Os apavorados discípulos então O despertaram com a seguinte pergunta: “Não Te importas que pereçamos?”

Eles sentiram que o Salvador não estava atento ao perigo que enfrentavam ou que o Seu coração estava insensível à dor que passavam.

Quantas pessoas, ao enfrentarem situações difíceis, não pensam também que foram abandonadas por Deus ou que Ele parece injusto por não resolver imediatamente suas questões?

Só que isso não é verdade!

Deus tem desígnios que são incompreensíveis para nós, mas podemos confiar nEle, pois Seu modo de agir é perfeito. Seus planos e Sua visão são extremamente mais altos que os nossos e tudo o que faz ou que permite acontecer irá cooperar para o nosso bem.

Então, naqueles momentos em que você for tentado a pensar que o mal parece triunfar ou que Deus Se esqueceu das suas orações, creia que Aquele que criou todas as coisas é fiel e tem autoridade para acalmar qualquer tempestade. O Pai quer que sejamos como o Seu Filho. Isto é, Ele quer que consigamos descansar na certeza de que somos cuidados pelo Altíssimo e que Ele é maior que qualquer vendaval que se levantar neste mundo.

Porém, só conseguem chegar a esse nível aqueles que venceram o medo e vivem com coragem sua fé nEle.

Fonte: Núbia Siqueira

 

 

2018-11-07T09:52:44+00:00