País em crise energética: Metade dos postos de abastecimento sem combustível

Ao fim de apenas 48 horas de greve dos 800 camionistas que transportam matérias perigosas, 1.500 do total de 3 mil postos de combustível existentes em Portugal já não têm qualquer tipo de combustível, revela a plataforma Já Não Dá para Abastecer na manhã do dia de 17 de abril.

No final de terça-feira passada, dia 16 de abril, o Governo decretou o estado de alerta de proteção civil, mobilizando militares e habilitando temporariamente todos os camionistas de pesados a conduzir camiões cisterna que transportam combustíveis. Este estado de alerta estipula o cumprimento de serviços mínimos pelos grevistas: o “abastecimento de combustíveis aos hospitais, bases aéreas, bombeiros, portos e aeroportos, nas mesmas condições em que o devem assegurar em dias em que não haja greve”; e ainda o “abastecimento de combustíveis aos postos de abastecimento da Grande Lisboa e do Grande Porto, tendo por referência 40 % das operações asseguradas em dias em que não haja greve”.