Os costumes do mundo

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

“Não andeis nos costumes da gente que Eu lanço de diante de vós, porque  fizeram todas estas coisas; por isso, Me aborreci deles.” (Levítico 20.23)

Não bastassem as outras festas pagãs disfarçadas de cristãs, como natal e festa junina, de alguns anos para cá, o Halloween, ou “Dia das bruxas”, adaptação de uma festa pagã, passou a ser introduzido nas escolas brasileiras. Quando Deus libertou o povo de Israel da escravidão do Egito para o levar até a Terra Prometida, avisou que, se quisesse agradar a Ele, o Seu povo não deveria andar nos costumes dos povos pagãos.

Ainda hoje muitos se esquecem desse alerta. Acham que por Deus ser amor, Ele aceitará que andem de qualquer jeito. No entanto, a Justiça de Deus permanece a mesma até os dias atuais. É impossível andar com Deus e manter os mesmos costumes dos filhos deste mundo. E isso não apenas com relação às festas e datas comemorativas, pois de nada adianta se afastar das festas pagãs, mas se manter nos costumes dos filhos deste mundo.

Hoje em dia, o certo é errado e o errado é certo. Manter-se na prática da mentira, do roubo, do adultério, da fofoca, dos maus olhos e achar que mesmo assim será abençoado por Deus é loucura e burrice. Não se pode fazer a obra de Deus com as ferramentas do diabo. Só se anda no caminho de Deus por meio da obediência à Palavra de Deus.

Só se mantém na Terra Prometida quem se mantém na prática da justiça. Longe das práticas deste mundo. Quando estabelecemos uma aliança com Deus, imediatamente rompemos com o mundo e com nossa natureza humana. A partir daí, a guerra pela salvação da nossa alma é travada dia após dia. Sem trégua.

É impossível andar com Deus e manter os costumes dos filhos deste mundo.

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: universal.org