O verdadeiro significado e poder da mulher

Fonte de Imagem: Adobe Stock

No Dia Internacional da Mulher, entenda como foi que Deus descreveu a mulher quando Ele a criou

Oficializado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, 8 de março é o Dia Internacional da Mulher. A data tem raízes históricas. É fruto de reivindicações femininas por princípios de igualdade entre homens e mulheres e, ainda mais, por suas lutas sociais, políticas e econômicas. Ademais, a cada ano, se torna uma oportunidade para refletir o verdadeiro valor da mulher.

O verdadeiro significado e poder da mulher

“E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma (ezer kenegdo) ajudadora idônea para ele.” Gênesis 2. 18

Na passagem bíblica, acima citada, vemos como foi que Deus descreveu a mulher quando Ele a criou. Em hebraico, “Ezer Kenegdo” (ajudadora idônea). A palavra “Ezer” que significa ajuda, socorro, resgate. E, a palavra “Kenegdo” que, por sua vez, quer dizer uma ajuda que está de frente para o homem, oposta a ele, o outro polo que complementa, que pode somar.

Conforme explicam os autores e palestrantes Renato e Cristiane Cardoso, a mulher foi designada como uma ajuda para o homem. Ela é auxiliadora. “A mulher não foi criada como um ser inferior ao homem, diminuída ou mais frágil do que ele. Mas, sim, como uma força complementar, para ajudá-lo e, nos momentos necessários, confrontá-lo também”, contam.

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org