O servo e a semente

Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. João 12.24

O grão de trigo simboliza o servo; Deus-Pai é o Semeador e o Deus-Filho foi a Sua Primícia, o Primeiro grão de trigo. A partir desse Primeiro grão surgiram outros grãos (os servos).

Porém, antes de o servo servir como o grão de trigo, primeiro ele tem que nascer da água e do Espírito. Não é possível servir a Deus sem antes ter nascido de Deus. Pois, como servir a Alguém Invisível e Desconhecido? Se isso já é impossível, imagine saber a Sua Vontade? Só Quem pode revelar a Vontade de Deus é o Espírito de Deus.

Portanto, para servi-lO, primeiro o servo tem que ter sido gerado do Espírito Santo, a exemplo do Senhor Jesus gerado na virgem Maria. Só a partir daí o servo é transformado em semente de Deus na Terra, a exemplo do Senhor Jesus.

Assim, os grãos de trigo gerados e escolhidos pelo Deus-Espírito servem ao Deus-Filho neste mundo e são considerados pelo SENHOR como servos.

Se os servos não morrerem para si e para o mundo, como gerarão outros grãos?

Confira se o Senhor Jesus não andou nos seguintes passos aqui na Terra:

Primeiro, Ele nasceu do Espírito Santo. (Mateus 1.18);
Segundo, Ele foi batizado nas águas e com o Espírito Santo (Mateus 3.16);
Terceiro, foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto (Mateus 4.1);
Quarto, viveu para fazer a vontade de Seu Pai, porque foi feito Servo (João 6.38);
Quinto, morreu e consumou a Obra da Salvação vencendo a morte, o mundo e o inferno (Isaías 53 e João 19.30);
Sexto, assentou-Se à Direita do Deus-Pai (Hebreus 1.3; 12.2) e
Sétimo, enviou o Seu Espírito para guiar os Seus discípulos (Atos 2.1-4).

Quem quiser servir ao Senhor Jesus tem que andar nestas pegadas, porque somente os desertos e as tribulações preparam os verdadeiros servos de Deus.

Fonte: Bispo Macedo

 

 

O grande conflito

Imagine o que deve ter passado na cabeça de Abraão, no caminho de 3 dias no deserto,
- Bispo Edir Macedo

Fui curada!!!

Estava doente! Mas não era câncer ou doença terminal, era na minha alma!
- Bispo Edir Macedo