O princípio da verdadeira vitória

Diante da Arca, nenhum problema permanece… foi com esta fé bem presente que todos, munidos da sua cartela, clamaram na manhã de domingo no Templo Maior

O primeiro foi o dia da sua entrada triunfal, mas foi no passado domingo, dia 11 de agosto, que teve início o propósito diante da Arca da Aliança que irá decorrer durante 12 domingos e que determinará o fim de todos os problemas que têm sido impossíveis de ultrapassar.

Será ao participar nestes Domingos da Vitória Total que todas as pessoas que aceitaram este convite irão confirmar as maravilhas que a Arca continua a operar ainda hoje na vida daqueles que acreditam. A decorrer do dia 4 de agosto a 27 de outubro, muitos abraçaram esta oportunidade única, o qual o bispo Domingos determinou irá produzir resultados ímpares na vida de todos os participantes.

Sucederam-se, então, várias orações, cada uma por uma área específica da vida de todos, contemplando todo o tipo de problema pelos quais tantos têm passado. E serão os resultados destas mesmas orações feitas com fé que darão o resultado tão aguardado e cujos testemunhos serão divulgados já no próximo domingo.

No entanto, no decorrer do encontro, o bispo Domingos entrevistou duas pessoas cujo testemunho de vida desafiou a própria ciência. Rosa e Matilde eram vistos como casos perdidos para a medicina. Com doenças que não lhes davam qualquer esperança de vida, hoje ambas são a prova de que a fé produz o milagre mais improvável.

A propósito disso e de no próximo domingo, dia 18 de agosto, ser o DIA DA CURA, o orador realçou a passagem presente em Mateus, capítulo 8, onde é mencionada a cura de um leproso, mediante a imposição das mãos do Senhor Jesus. Neste dia, todas as pessoas que padecem de qualquer doença receberão a imposição de mãos e, pela fé, serão curadas!

Dando continuidade à mensagem proposta para aquele dia, o bispo mencionou a Parábola das 10 Virgens, que alude à importância de termos o Espírito Santo e que funciona como um alerta no que diz respeito à necessidade da Salvação e da vigilância para que o mesmo aconteça.

Quanto a este mesmo tema, o bispo ainda acrescentou que muitas pessoas vivem preocupadas com a sua vida terrena e com os bens que poderão acrescentar à mesma, esquecendo-se que a única certeza que existe nesta vida é de que todos um dia iremos morrer. E o que será da nossa alma? Está será (ou não) Salva, consoante o que fizermos em vida para que isso aconteça.

Após a busca sincera pelo Batismo com o Espírito Santo, houve espaço para a Santa Ceia, da qual participaram todos quantos se entregaram a Cristo de corpo, alma e espírito, revelando, através deste ato, que têm parte com Ele, ou seja, um verdadeiro compromisso.

Todos os domingos, às 9h30
TEMPLO MAIOR

Galeria de Fotos

Setembro 2019

Agosto 2019

Ler Mais Artigos
2019-08-14T15:15:44+01:00
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Aceitar