Maioral dos deuses

Nas línguas semitas, como o hebraico, a palavra “Baal” quer dizer maioral, dono, senhor, mestre, cabeça, e no hebraico moderno também significa marido.

Assim, podemos compreender que o desafio de Elias não foi apenas a um deus falso, um ídolo dentre outros, pois Baal era o maioral dos deuses, o cabeça, o alfa dominante a quem eram oferecidos os maiores sacrifícios. Baal era considerado o superior entre todos os ídolos da época.

Portanto, deste ponto de vista, o desafio de Elias se torna ainda mais relevante, já que havia todo um culto organizado com sacerdotisas a Baal.

Mas, Elias, sendo apenas um, desafia o “maioral” (Baal), dizendo: “Se Baal é Deus, segui-o, mas se Elohim (o Deus a quem todas as coisas se submetem, esta é a raiz de Elohim) é Deus, segui-O!” (1 Reis 18.21)

A resposta veio em seguida à falta de resposta de um ídolo que não era deus, mas o Senhor respondeu com fogo (o elemento presente em todos os sacrifícios, pois quando o fogo aparecia do nada, sem que o homem o houvesse acendido, era porque algo sobrenatural estava acontecendo), provando que Ele sim é Deus – o Verdadeiro Maioral.

Essa Fogueira Santa na Fé de Elias hoje é de igual modo um desafio, o Maioral Deus de Israel vai descer fogo na vida daqueles que rejeitam os Baalim (maiorais) deste mundo para confiar suas vidas ao Senhor de todas as coisas.

Deus os abençoe!

Colaborou: Bispo Aroldo Martins

Fonte: Bispo Macedo

 

 

Dois tipos de Fé

Quando conhecemos a Fé, aprendemos a usá-la para conquistas e transformações!
- Bispo Edir Macedo

2018-12-04T09:11:53+00:00
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Aceitar