Como lidar com a imperfeição do outro?”

O que terá o primeiro e grande mandamento bíblico a ver com a vida amorosa? TUDO!

“Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” (Mateus 22.37), diz-nos a Bíblia. Mas, o que tem esse amor a ver com a vida a dois? Na última palestra da Terapia do Amor, o bispo Domingos Siqueira e a esposa, Núbia Siqueira, ensinaram que o amor a Deus é a base de todo e qualquer relacionamento, pois, “quem não consegue amar a Deus — que é um ser santo, perfeito, cheio de virtudes e de quem recebemos apenas o bem—, tão pouco conseguirá amar o seu próximo —cônjuge, filhos, etc., seres cheios de defeitos e falhas.

AMAR A IMPERFEIÇÃO

Deus ama-nos, não por merecermos, mas pela Sua própria essência. Mas nós não conseguimos ser assim, pelo contrário. Núbia Siqueira, chegou a fazer uma analogia entre nós e os irmãos de José, que “foram capazes de jogá-lo no poço, e até mesmo vendê-lo, simplesmente pelo facto de José não os agradar, ou melhor irritá-los. A questão é: quantas vezes nós descartamos e maltratamos as pessoas simplesmente porque elas não nos agradam, não fazem as coisas como nós gostaríamos? Devemos tolerar os erros dos outros, perceber que também somos falhos e trabalhar sempre com amor, tal como Deus é connosco.”

A HASTE VERTICAL

“Que provas temos dado nós do nosso amor aos nossos familiares? O amor tem a ver com ações, atitudes, não apenas com palavras”, ensinou o bispo Domingos Sequeira, ao referir-se que, quando cumprimos com o juramento feito no altar, na altura do casamento, estamos a demostrar o nossos amor pela outra pessoa, e que somente ao mantermos um relacionamento com Deus é que teremos também um bom e agradável relacionamento com aqueles que nos rodeiam. “Isto é tipificado na cruz, em que haste vertical representa o nosso relacionamento com Deus e haste horizontal o nosso relacionamento com os nossos próximos, sendo o mais próximo de todos o nosso cônjuge. Portanto, a haste horizontal apenas se consegue sustentar se estiver ligada à vertical. Este é o real e verdadeiro significado do amor: estarmos ligados primeiro a Deus”, concluiu o orador.