A mulher que influencia positivamente

Não é com gritos ou na força do braço, mas com o exemplo

Hoje é dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher… Estamos na época da influência, principalmente no mundo online. E em todos os setores da sociedade a mulher tem conquistado espaços cada vez mais altos.

Contudo, a mulher erra ao pensar que só com sucesso financeiro ou na força do braço conseguirá influenciar positivamente as próximas gerações.

“A melhor maneira de a mulher influenciar positivamente a sociedade é por meio do exemplo. É na forma como reage às situações ao redor, escolhendo agir diferente da maioria, fazendo o que é certo, mesmo sem vontade”, diz a escritora Cristiane Cardoso.

E um dos papéis mais importantes dado para a mulher pelo próprio Deus tem a ver com o casamento e a família. O Criador a fez assim: forte, multitarefa, amorosa. Essas são algumas das características que a fazem essencial para o bom andamento dessas duas coisas, casamento e família, que são a base da sociedade.

Parceira ou rival?

“E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.” Gênesis 2: 18

Outra situação recorrente na vida da maioria das mulheres da atualidade, por não serem valorizadas ou terem passado por experiências traumáticas, é a constante necessidade de competir com o gênero masculino.

A verdade é que Deus fez o homem e a mulher com características diferentes, mas complementares, para que eles fossem parceiros.

Ao comentar que, na ânsia de resolver problemas ou alcançar algo, Cristiane pontua que muitas mulheres, em vez de usar de sabedoria, agridem, xingam, gritam, humilham. “Mas em tudo, o homem e a mulher têm papéis complementares e nenhum é melhor ou maior que o outro”, diz.

E finaliza, aconselhando: “Se você quer ser uma mulher que faz a diferença, seja um bom exemplo. Observe como você tem reagido às situações em sua vida e escolha fazer o que é certo”.

Fonte: Universal.org