A importância de guardar a Palavra

Foi no domingo, dia 12 de janeiro, a data que tinha sido previamente marcada para a Unção com o Óleo Consagrado no Monte Sinai, que o Bp. Macedo realizou o primeiro encontro logo após a descida

Se existe uma característica única na Palavra de Deus é a sua capacidade de tornar novas todas as coisas. Deus criou os céus e a terra apenas com o recurso à palavra, ou seja, usando exclusivamente a palavra trouxe à existência coisas que não existiam. Foi precisamente este tema que o Bp. Edir Macedo abordou na passada reunião de domingo, o poder inerente à Palavra de Deus, que liberta a pessoa onde ela estiver e que tem a capacidade de fazer aquilo que o ser humano não pode.

No entanto, a palavra tem tanto o poder de transformar positivamente como de destruir, por exemplo, um amor de anos, um casamento, tudo por causa de uma palavra mal colocada. Por isso, observe o poder que a palavra do ser humano possui. E, se como humanos a nossa palavra tem poder, então, imagine o poder da Palavra de Deus, o que será capaz de fazer na sua vida ou na de qualquer pessoa que crê, que obedece, que segue à risca essa Palavra?

Deus levou Moisés até ao Sinai, sendo que ele levou 74 dias, ou seja, 2 meses e 14 dias até lá chegar e Deus, quando desceu sobre o Monte, disse para Moisés: “Assim falarás à casa de Jacó e anunciarás aos filhos de Israel… Se diligentemente ouvirdes…” (Êxodo 19.4-5), referiu Deus. Ou seja, quando guardamos a Palavra de Deus, então, somos um só espírito com Ele. Assim como no casamento honramos a pessoa com quem casamos e a pessoa nos honra, sendo desta forma que o casamento se perpetua. A aliança com Deus é a mesma coisa que um casamento, referiu o bispo.

O orador ainda adiantou que é necessário que a pessoa se sacrifique para que se possa manter em aliança com Deus, sacrificando a sua carne, a sua inclinação para o mundo, as más companhias e o seu “eu”. “Nós temos que fazer a vontade de Deus, sujeitar a nossa vontade à de Deus. Se ouvimos a Palavra de Deus e obedecemos, Ele nos dará o melhor desta terra. Toda a terra é de Deus, mas nem todas as pessoas o são. Porque, para você pertencer a Deus, manter uma aliança com Ele, tem que abrir mão da sua própria vida”, acrescentou o bispo.

Para concluir a mensagem que visaria a edificação espiritual de todos naquela manhã, o bispo acrescentou que quando Moisés ouviu a Palavra de Deus, ele sacrificou. “Deus está a falar consigo para ouvir a Palavra d’Ele agora, mas você tem que ouvir no sentido de praticar. Só você tem autoridade sobre a sua vida e, se você quiser se entregar verdadeiramente a Deus, terá que andar de acordo com a vontade d’Ele e, assim, Ele terá responsabilidade de o guardar e Ele passa a ser dono do seu corpo”, ressaltou, convidando todos a esta entrega única e especial daquele dia em diante.

Galeria de Fotos

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Ler Mais Artigos
2020-01-15T12:43:05+00:00
Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Aceitar